Com 502 vagas, concurso Funai pode sair em edital unificado

Ministério dos Povos Indígenas falou que está em fase de estudos e realiza consultas ao MGI para decidir se a Funai vai aderir ao Concurso Unificado.

Concursos Previstos
Autor:Mateus Carvalho
Publicado em:31/08/2023 às 16:09
Atualizado em:31/08/2023 às 16:17

Com mais de 500 vagas autorizadas desde maio, a Fundação dos Povos Indígenas estuda aderir ao Concurso Nacional Unificado, proposta apresentada pelo governo na última semana.


Em resposta à Folha Dirigida por Qconcursos, o Ministério dos Povos Indígenas revelou que está na fase de estudos e consultas com o Ministério da Gestão e Inovação (MGI).

"O Ministério dos Povos Indígenas (MPI) está em fase de estudos junto às coordenações de Orçamento e Planejamento e realizando consultas técnicas ao Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) antes de deliberar sobre a adesão ao modelo proposto pelo Concurso Nacional Unificado", disse.

O governo deu o prazo de até 29 de setembro para que os órgãos se manifestem oficialmente sobre a participação no concurso unificado, que é voluntária.


Mas, no caso da Funai, o caso é ainda mais burocrático. O aval foi concedido bem antes dos demais órgãos e a portaria de autorização prevê que o edital seja publicado até o dia 29 de outubro deste ano.


Portanto, a Funai precisará de um aditivo que prorrogue o prazo, que consta na portaria, para que a sua autorização continue em vigor.

Vagas do concurso Funai 2023

O Governo Federal autorizou uma oferta de 502 vagas em cargos de níveis médio e superior.


Deste total, serão 152 para cargos de nível médio e 350 para cargos de nível superior. Veja a distribuição:

  • nível médio: agente em indigenismo (152 vagas e remuneração prevista de R$5.349,07); e
  • nível superior: administrador (26), antropólogo (19), arquiteto (uma), arquivista (uma), assistente social (21), bibliotecário (seis), contador (12), economista (24), engenheiro (20), engenheiro agrônomo (31), engenheiro florestal (duas), estatístico (uma), geógrafo (quatro), indigenista especializado (152), psicólogo (seis), sociólogo (12), técnico em assuntos educacionais (duas) e técnico em comunicação social (dez).

Para nível médio, a remuneração será de R$6.633,51. Já para nível superior, de R$7.954,37. Os valores incluem os vencimentos básicos atuais, gratificações e o auxílio-alimentação de R$658.


Está estudando para concursos? Então assista aqui a aulas ao vivo e gratuitas com os professores do Qconcursos!

Fundação dos Povos Indígenas tem concurso Funai autorizado e pode aderir à prova unificada

(Foto: Divulgação)


Quer se preparar para concursos? Então confira as próximas seleções previstas nas regiões:

Folha Dirigida por Qconcursos teve acesso ao projeto básico do edital do concurso Funai, que revela detalhes como vagas, cadastro de reserva e estrutura de provas.


Segundo o documento, além do provimento inicial, o concurso terá 524 vagas no cadastro de reserva, com a seguinte distribuição:

  • administrador (34), antropólogo (35), arquiteto (quatro), arquivista (quatro), assistente social (36), bibliotecário (19), contador (30), economista (34), engenheiro (36), engenheiro agrônomo (31), engenheiro florestal (sete), estatístico (quatro), geógrafo (14), indigenista especializado (152), psicólogo (19), sociólogo (30), técnico em assuntos educacionais (sete) e técnico em comunicação social (28).


O projeto básico, porém, não informa quantas vagas serão destinadas aos cargos de nível médio, no cadastro de reserva.


De acordo com o projeto básico, o concurso público da Funai será realizado com provas objetivas para todos os cargos e discursiva somente para os de nível superior.


No entanto, se ocorrer adesão ao edital unificado, a seleção adotará os moldes da nova proposta.

Concurso Nacional Unificado terá novidades nesta sexta, 1º

O Governo Federal trará mais detalhes acerca do Concurso Nacional Unificado e adesão dos órgãos nesta sexta-feira, 1º. Uma live será realizada e conduzida por representantes para tirar dúvidas.


Participarão da live, até o momento:

  • José Celso Pereira Cardoso Júnior – secretário de Gestão de Pessoas;
  • Maria Aparecida Chagas Pereira – diretora de Provimento e Movimentação de Pessoal.

proposta do Concurso Nacional Unificado foi apresentada pelo governo na última sexta, 25. A ideia é aplicar uma única prova no dia 25 de fevereiro de 2024, em 180 municípios espalhados pelo país.


O chamado "Enem dos concursos" tem como intuito democratizar o acesso ao serviço público, tornando o processo de seleção mais acessível e eficiente.


Das mais de 8 mil vagas autorizadas, o governo prevê que 7.826 oportunidades possam ser oferecidas nesta seleção unificada. Os postos foram agrupados em blocos temáticos: 

(Tabela divulgada pelo MGI à imprensa)

Veja aqui quais órgãos podem participar!


O objetivo é avaliar o candidato em dois momentos, sendo eles:

  1. provas objetivas com matriz comum a todos os candidatos; e
  2. provas específicas e dissertativas por blocos temáticos.

Os resultados da primeira fase deverão ser divulgados até o final de abril do próximo ano. Já o início dos cursos de formação têm previsão entre junho e julho de 2024. 


Em setembro o QConcursos te apresenta o MAIOR COMBO de aprovação já visto! Garanta sua participação na LIVE GRATUITA e conquiste uma das mais de 100 mil vagas em concursos ainda em 2023!


Inscreva-se grátis na live e garanta uma série de benefícios, como:

  • Lançamento de combos inéditos para sua aprovação
  • Novas ofertas e descontos imperdíveis
  • Mentorias exclusivas e gratuitas com os maiores professores do país
  • Sorteios de Super Combos, Cursos de Pós e Assinaturas Vitalícias do Qconcursos
Logo Qconcursos
Conteúdo Qconcursos
InstitutoFundação Nacional dos Povos Indígenas

Salário

Até R$ 8.263,16

Cargos

19

Vagas

502
AO VIVOVer todas
Imagem do vídeo principal

Como iniciar os estudos para o concurso da PP/GO?

Equipe Qconcursos