CNU: como fazer um plano de estudos com a nova data de prova?

A nova data das provas do CNU demanda uma adaptação nos planos de estudos pelos candidatos. Afinal, como se planejar?

Dicas para concursos
Autor:Júlia Sestero
Publicado em:06/06/2024 às 17:45
Atualizado em:06/06/2024 às 18:13

A mudança na data das provas do Concurso Nacional Unificado (CNU) demanda uma readequação dos planos de estudos pelos candidatos, visando uma preparação mais eficaz.


Inicialmente marcadas para o dia 5 de maio, as provas foram adiadas e serão aplicadas, agora, no dia 18 de agosto. 


O motivo do adiamento foi a calamidade pública no Sul do país, especificamente no Rio Grande do Sul, causada por fortes chuvas.


Diante do novo cenário, os mais de 2 milhões de candidatos inscritos no CNU ganharam um tempo extra para se preparar.


Os candidatos que aproveitarem esse tempo com sabedoria e inteligência emocional, mantendo o foco no estudo, têm agora uma oportunidade de aprofundar os estudos.


Para isso, um planejamento estratégico é fundamental para definir o resultado nas provas.


Afinal, como montar um plano de estudos com a nova data do CNU?

Com alguns meses até a nova data da prova, há tempo suficiente para corrigir erros e consolidar o conhecimento adquirido.


“É necessário fazer um replanejamento. Pegar o edital verticalizado e observar o que você estudou, o que não estudou e o que precisa ser revisto. Você irá analisar o que será feito daqui para a frente”, pontua o especialista em concursos e mentor do Qconcursos, Claudio Filho.


Ao invés de recomeçar do zero, o especialista aconselha aplicar o estudo reverso, ou seja, ao invés de revisitar toda a teoria, priorize resolver questões relacionadas aos temas já estudados e estude por meio de revisões. 


Posteriormente, caso haja tempo disponível, volte para a teoria apenas nos pontos que não foram compreendidos corretamente.


“Por exemplo, se no Bloco 8 você estudou só metade da parte de Matemática, então o seu foco principal é aprender o que ficou faltando da disciplina, e apenas revisar e fazer questões dos pontos já vistos”, aconselha Claudio Gomes.


Outro ponto importante é dedicar um tempo para estudar com foco na prova discursiva. Embora a prova objetiva seja fundamental, é a redação que muitas vezes define o resultado.


Estude para concursos do jeito certo. Acesse a mentoria do Qconcursos e saiba como melhorar sua preparação e resultados!


Investir tempo em treinar a escrita e compreender a estrutura exigida pela banca examinadora pode ser determinante.


“Redação é treino! Se você não conhece a estrutura que a banca adota na redação, fará uma redação ruim e a sua nota não vai ser boa”, explica Claudio Gomes.


Além disso, fazer simulados é uma prática fundamental para estar preparado para o dia da prova. Isso inclui criar um ambiente sem distrações e cronometrar o tempo de resolução das questões, reproduzindo fielmente as condições do exame real.


+ Participe de simulados gratuitos para o Concurso Nacional Unificado


Num primeiro momento, readequar os estudos para a nova data da prova do Concurso Nacional Unificado parece desafiador.


No entanto, com disciplina, inteligência emocional e uma estratégia bem definida, os candidatos têm todas as condições de alcançar um bom desempenho na prova e, por consequência, a aprovação.


CNU tem provas remarcadas para 18 de agosto

(Foto: Agência Brasília)


Como serão as provas do CNU?

Concurso Nacional Unificado será composto por provas objetivas e discursivas. A aplicação ocorrerá nos turnos da manhã e da tarde.


No turno da manhã, os inscritos nos blocos de nível superior (1 a 7) responderão a 20 questões objetivas de Conhecimentos Gerais e a uma questão dissertativa de Conhecimento Específico.


Para o bloco de nível médio (8), os participantes farão 20 questões de múltipla escolha e uma redação.  


No período da tarde, para os blocos de nível superior (1 a 7), serão cobradas 50 questões objetivas de Conhecimentos Específicos.


Já os candidatos no bloco de nível médio (8) farão mais 40 questões objetivas.


Será eliminado quem obtiver aproveitamento inferior a 40% da pontuação nas provas objetivas de Conhecimentos Gerais e Específicos ou nota zero na prova discursiva.


A oferta será de 6.640 vagas em cargos dos níveis médio e superior, com salários que podem ultrapassar os R$20 mil. As oportunidades estão distribuídas por 21 órgãos e entidades do Poder Executivo Federal.


Com o "Manual das Provas CNU", você tem acesso a informações compiladas e a um checklist para as provas. BAIXE GRATUITAMENTE AQUI!


Saiba como organizar os estudos para a nova data das provas do CNU:


Logo Qconcursos
Conteúdo Qconcursos

Salário

Até R$ 22.921,71

Cargos

9

Vagas

13280
PRÓXIMA LIVEVer todas
Imagem do vídeo principal

Escrevente TJ-SP - Aula de Atualidades: Resolução de questões - Mudança Climática Global

Equipe Qconcursos