Concurso Anac: cargos vagos possibilitam uso do cadastro reserva

As 70 vagas autorizadas para o concurso Anac não serão suficientes para preencher o déficit de pessoal e o cadastro de reserva poderá ser usado.

Concursos Previstos
Autor:Bruna Somma
Publicado em:26/10/2023 às 16:50
Atualizado em:01/11/2023 às 12:03

Um novo concurso Anac, com 70 vagas para especialista em regulação de aviação civil, está autorizado. Esse quantitativo, porém, não será capaz de suprir toda a carência de pessoal da Agência Nacional de Aviação Civil. 


Atualmente, são 569 cargos vagos, considerando os quatro cargos da Anac:

  • especialista em regulação: 273 cargos vagos;
  • analista administrativo: 89 cargos vagos;
  • técnico em regulação: 151 cargos vagos; e
  • técnico administrativo: 56 cargos vagos.

As duas primeiras carreiras exigem o nível superior e as demais o nível médio


Em entrevista à Folha Dirigida por Qconcursos, a superintendente de Gestão de Pessoas da Anac, Mariana Dalcanale, falou sobre a falta de servidores na agência reguladora.

“No total, nós temos 569 cargos vagos, juntando as quatro carreiras. A Anac é uma das agências reguladoras com maior déficit de pessoal. Para o momento, o que conseguimos foram as 70 vagas de especialista. Vamos trabalhar para trazer ótimas pessoas e começar a reverter esse cenário. Do último concurso para cá, nós perdemos pessoas por aposentadorias, exonerações”, detalhou Mariana.

Mesmo com 273 cargos em aberto para especialistas, apenas 70 vagas foram autorizadas.


Diante da maior necessidade de servidores, a superintendente disse que a Anac poderá pleitear, com o Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI), a chamada de aprovados no cadastro de reserva (excedentes).  


Os órgãos federais podem solicitar a chamada de 25% de excedentes no concurso, além do número de vagas do edital.

“Previsão legal existe, tudo depende de negociação e de espaço orçamentário. Estamos trabalhando para formatar o edital, conseguir essas 70 pessoas e vamos conversar com o Ministério da Gestão sobre um eventual pedido de complementação de vagas”, garantiu Mariana Dalcanale. 

A BlackNovember do Qconcursos vem aí! Aqui você é VIP. Garantimos o menor preço da nossa história para você sair na frente e aproveitar a Black Friday antes de todo mundo. ACESSE AQUI!

Anac tem autorização para realizar novo concurso público

(Foto: Governo Federal)


As 70 vagas autorizadas para especialista em regulação de aviação civil serão de nível superior. Ainda não há informações se serão exigidas graduações específicas. 


A remuneração inicial do cargo será de R$17.071,35, incluindo o vencimento básico e o auxílio-alimentação de R$658. Ao final da carreira, com as progressões, o valor poderá chegar a R$22.929,74. 

Edital do concurso Anac pode ser publicado em novembro

O edital do concurso Anac está previsto para ser publicado no mês de novembro. O prazo foi passado à Folha Dirigida por Qconcursos pela Assessoria de Imprensa da Anac.


A autarquia ainda não revelou uma data exata, tampouco mais detalhes do cronograma, como previsão de provas e início das inscrições.


O próximo passo da Anac será definir a banca organizadora, que ficará responsável pela aplicação das provas. 


De acordo com a portaria que autorizou o concurso, o edital deve ser publicado até janeiro de 2024. O prazo de antecedência mínima entre o edital e as provas será de dois meses. 


A Agência Nacional de Aviação Civil foi convidada a participar do Concurso Nacional Unificado (CNU), mas não aderiu à proposta por já ter os preparativos do seu próprio edital adiantados. 


O Concurso Nacional Unificado é uma proposta do Governo Federal para centralizar os concursos autorizados este ano.


A ideia é ter um único dia de aplicação de prova, no primeiro trimestre de 2024, em cerca de 180 municípios do país. 


De acordo com o governo, o objetivo é democratizar o acesso às vagas do serviço público federal e dar mais oportunidades para locais que não costumam receber aplicação de provas.

Último concurso Anac foi realizado em 2015

A Agência Nacional de Aviação Civil não realiza concurso para efetivos desde 2015. O último edital ofereceu 150 vagas, em cargos de níveis médio e superior.


As chances foram distribuídas pelos cargos de técnico administrativo (15) e técnico em regulação (45), de nível médio, com remunerações de R$6.062,52 e R$6.330,52, respectivamente.


Além do analista administrativo (25) e especialista em regulação de aviação civil (65), ambos de nível superior. Os ganhos foram de R$11.444,29 e R$12.347,49, nesta ordem. 


A organização ficou por conta da extinta Escola de Administração Fazendária (Esaf). Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas, discursivas e de títulos, além do curso de formação profissional.


Na prova objetiva para o cargo de especialista, foram cobradas questões sobre as disciplinas de: 

  • Língua Portuguesa;
  • Língua Inglesa;
  • Direito Administrativo;
  • Direito Constitucional;
  • Legislação do Sistema de Aviação Civil;
  • Administração Pública; e
  • Conhecimentos Específicos de cada área.

Já a avaliação discursiva consistiu em um texto dissertativo, em que os concorrentes tiveram que elaborar uma redação com o mínimo de 45 e máximo de 60 linhas.


Quer ficar por dentro das notícias sobre concursos? Acompanhe o nosso canal no Telegram! 

Logo Qconcursos
Conteúdo Qconcursos
InstitutoAgência Nacional de Aviação Civil

Salário

Até R$ 16.413,34

Cargos

3

Vagas

70
PRÓXIMA LIVEVer todas
Imagem do vídeo principal

Curso de Redação Oficial para Concursos - Correio Eletrônico

Equipe Qconcursos