Concurso TST: edital é iminente. Saiba tudo sobre a seleção!

Novo concurso TST tem banca contratada e edital iminente para área de apoio. Os ganhos iniciais são a partir de R$ 13 mil!

Concursos Previstos
Autor:Júlia Sestero
Publicado em:18/08/2022 às 18:30
Atualizado em:26/09/2023 às 15:46

O Tribunal Superior do Trabalho oficializou o Cebraspe como banca do seu novo concurso TST para técnicos e analistas judiciários. O extrato do contrato foi publicado no Diário Oficial da União do dia 2 de agosto.


Com a banca contratada, o edital de abertura da seleção pode ser publicado a qualquer momento. No entanto, ainda não há uma data determinada para a divulgação do documento.


O que você irá encontrar nesta matéria:

  • Situação atual
  • Cargos do próximo edital
  • Salários
  • Requisitos
  • Último concurso
  • Materiais Gratuitos


Situação atual: concurso TST tem banca contratada

O edital do novo concurso TST para área de apoio é iminente, uma vez que o Cebraspe, banca responsável por organizar a seleção, foi contratado no início de agosto.


Veja a linha do tempo do concurso:

Concurso TST para área de apoio tem banca contratada e edital é iminente. (Foto: Divulgação)

Quais os cargos do próximo edital do TST

Até o momento o quantitativo de vagas ainda não foi divulgado, no entanto os cargos e especialidades que estarão presentes no concurso TST são:

  • técnico judiciário - apoio especializado, área Programação;
  • analista judiciário - apoio especializado, área Engenharia Mecânica; e
  • analista judiciário - apoio especializado, área Clínica Médica.


Ambos os cargos exigem o nível superior de escolaridade.


Está estudando para concursos? Então assista aqui a aulas ao vivo e gratuitas com os professores do Qconcursos!


Qual é o salário do TST

Em janeiro, a Lei 14.523/2023 foi sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, determinando um reajuste na remuneração dos servidores do Poder Judiciário da União.


Esses aumentos serão aplicados de forma progressiva, sendo distribuídos da seguinte maneira:

  • 6% em fevereiro de 2023;
  • 6% em fevereiro de 2024; e
  • 6,13% em fevereiro de 2025.


Dessa forma, em 2023, os ganhos passaram a ser de:

  • Técnicos judiciários: R$8.046,86, com R$3.352,86 referentes ao vencimento básico e R$4.694 de Gratificação por Atividade Jurídica (GAJ).
  • Analistas judiciários: R$13.202,64, composta por R$5.501,1 de vencimento básico e R$7.701,54 de Gratificação por Atividade Jurídica (GAJ).


Além disso, os servidores têm direito a benefícios, como auxílio-alimentação e assistência médica.


O que é preciso para trabalhar no TST

Para ingressar no TST, é preciso preencher os requisitos abaixo:

  • ser brasileiro nato ou naturalizado ou português em condição de igualdade de direitos com os brasileiros, na forma do artigo 12, § 1º, da Constituição Federal;
  • ter idade mínima de 18 anos;
  • estar em dia com as obrigações eleitorais;
  • estar em dia com os deveres do Serviço Militar, para os candidatos do sexo masculino;
  • encontrar-se no pleno gozo dos direitos políticos;
  • não estar incompatibilizado para nova investidura em cargo público federal, nos termos dispostos no artigo 137 da Lei Federal nº 8.112/90;
  • possuir os documentos comprobatórios da escolaridade e pré-requisitos constantes no edital;
  • ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do Cargo/Área/Especialidade, conforme artigo 14, parágrafo único, da Lei Federal nº 8.112/90.


No que se refere aos requisitos específicos para cada cargo, no próximo concurso do TST, ambos os cargos irão exigir o nível superior de escolaridade na área pretendida.


É importante ressaltar que, anteriormente, o cargo de técnico judiciário exigia formação de nível médio. Entretanto, em dezembro, a Lei 14.456/2022 modificou esse requisito para a carreira.


Consequentemente, esse novo requisito será implementado nos próximos concursos dos órgãos do Poder Judiciário da União, incluindo o do TST.


Último concurso TST para servidores ocorreu em 2017

Em 2017, foi realizado o último concurso do Tribunal Superior do Trabalho para servidores efetivos.


Organizada pela Fundação Carlos Chagas, a seleção ofertou 52 vagas imediatas mais formação de cadastro de reserva, em diversas especialidades, das carreiras de técnico e analista judiciários.


Na época, o cargo de técnico judiciário exigia o nível médio de escolaridade e o de analista, o de nível superior na área pretendida.


O salário era de R$7,2 mil para técnico e R$11,3 mil para analista judiciário.


Demanda de inscritos do concurso TST 2017

Ao todo, 105.370 candidatos se inscreveram no concurso público, sendo a maior demanda para o cargo de Técnico Judiciário da área Administrativa, com 54.354 inscritos.


Em seguida, o cargo de Analista da área Judiciária reuniu 21.044 candidatos, e o analista da área administrativa, 15.989 concorrentes. Veja o número de participantes por cargo abaixo. Veja o número de inscritos para cada carreira:


  • Técnico Judiciário – Especialidade Programação - 3.017 inscritos;
  • Técnico Judiciário – Área Administrativa - 54.354 inscritos;
  • Técnico Judiciário – Especialidade Segurança Judiciária - 4.997 - inscritos;
  • Analista Judiciário – Especialidade Análise de Sistemas - 1.969 - inscritos;
  • Analista Judiciário – Especialidade Suporte em Tecnologia da Informação – 1.171 inscritos;
  •  Analista Judiciário – Especialidade Contabilidade - 1.351 inscritos;
  • Analista Judiciário – Especialidade Taquigrafia - 1.478 inscritos;
  • Analista Judiciário – Área Administrativa - 15.989 inscritos;
  • Analista Judiciário – Área Judiciária - 21.044 inscritos.


Etapas do concurso

O concurso público do TST compreendeu as etapas a seguir:

  • provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, para todos os cargos;
  • prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, exceto para Técnico Judiciário – Apoio Especializado – Programação e Técnico Judiciário – Administrativa – Segurança Judiciária;
  • prova de taquigrafia, de caráter eliminatório e classificatório, somente para Analista Judiciário – Área Apoio Especializado – Taquigrafia;
  • prova prática de capacidade física - TAF, de caráter eliminatório e classificatório, para Técnico Judiciário – Área Administrativa – Segurança Judiciária;


As provas foram realizadas em Brasília.


Prova objetiva

Para todos os cargos, a prova objetiva consistiu em 70 questões de múltipla escolha sobre disciplinas dos conhecimentos básicos e conhecimentos específicos. Foram cobrados os seguintes conteúdos:


Conhecimentos Básicos de Analista (todas as Áreas/Especialidades, exceto Taquigrafia)

  • Língua Portuguesa
  • Noções sobre Direitos das Pessoas com Deficiência
  • Regimento Interno do TST


Conhecimentos Básicos somente para Analista - Área Apoio Especializado - Especialidade Taquigrafia

  • Noções de Direito do Trabalho
  • Noções de Direito Constitucional
  • Noções sobre Direitos das Pessoas com Deficiência
  • Regimento Interno do TST


Conhecimentos básicos para todos as Áreas/Especialidades de Técnico

  • Língua Portuguesa
  • Raciocínio Lógico
  • Noções sobre Direitos das Pessoas com Deficiência
  • Regimento Interno do TST


Conhecimentos Específicos de Analista - Área Administrativa

  • Noções de Direito Constitucional
  • Noções de Direito do Trabalho
  • Noções de Direito Administrativo
  • Administração Pública
  • Noções de Orçamento Público
  • Gestão de Pessoas


Conhecimentos Específicos de Analista - Área Judiciária

  • Direito Constitucional
  • Direito Administrativo
  • Direito Civil
  • Direito Processual Civil
  • Direito do Trabalho
  • Direito Processual do Trabalho
  • Direito Previdenciário


Conhecimentos Específicos de Analista - Área Apoio Especializado - Especialidade Análise de Sistemas

  • Bancos de Dados
  • Engenharia e Desenvolvimento de Software
  • Sistemas de apoio à decisão
  • Governança e Gestão de TI


Conhecimentos Específicos de Analista - Área Apoio Especializado - Especialidade Contabilidade

  • Noções de Direito Administrativo
  • Contabilidade Geral
  • Contabilidade Pública
  • Noções de Auditoria Governamental
  • Administração Orçamentária e Financeira
  • Matemática Financeira


Conhecimentos Específicos de Analista - Área Apoio Especializado - Especialidade Suporte em Tecnologia da Informação

  • Redes de Computadores
  • Bancos de Dados
  • Segurança da Informação
  • Governança da TI
  • Sistemas Operacionais
  • Servidores de Aplicação Java EE


Conhecimentos Específicos de Analista - Área Apoio Especializado - Especialidade Taquigrafia

  • Assuntos de Língua Portuguesa e Redação


Conhecimentos Específicos de Técnico - Área Administrativa

  • Noções de Direito Constitucional
  • Noções de Direito Administrativo
  • Noções de Direito do Trabalho
  • Noções de Direito Processual de Trabalho
  • Noções de Orçamento Público


Conhecimentos Específicos de Técnico - Área Administrativa - Especialidade Segurança Judiciária

  • Segurança de Dignitários
  • Noções de Planejamento de Segurança
  • Noções de Segurança da Informação
  • Noções de Serviço de Inteligência
  • Noções de Gestão de Conflitos
  • Legislação


Conhecimentos Específicos de Técnico - Área Administrativa - Especialidade Programação

  • Desenvolvimento de sistemas
  • Bancos de dados
  • Desenvolvimento WEB


Foram considerados habilitados nesta etapa, os candidatos que obtiveram o total de pontos igual ou superior a 200 pontos.


+ Resolva questões da banca Cebraspe para o concurso TST


Prova discursiva

Para cada cargo, a prova discursiva consistia em:


  • Analista Judiciário – Área apoio especializado - Análise de sistemas, Contabilidade, e Suporte em Tecnologia da informação: Estudo de caso, com questão prática, sobre a qual o candidato deveria apresentar, por escrito, a solução, relacionada aos conteúdos programáticos de Conhecimentos Específicos do edital.
  • Analista Judiciário – Área Judiciária: consistiu em uma questão aberta relacionada aos conteúdos programáticos de Conhecimentos Específicos. Foram avaliados os seguintes critérios: o domínio técnico-jurídico do conteúdo, a correção gramatical e a adequação vocabular, tendo em vista os mecanismos básicos de constituição do vernáculo, os procedimentos de coesão e argumentação. 
  • Técnico Judiciário – Área Administrativa: redação de um texto dissertativo a partir de uma única proposta, sobre assunto de interesse geral.
  • Analista Judiciário – Área Administrativa e Analista Judiciário – Área apoio especializado – Taquigrafia: redação de um texto dissertativo sobre assunto de relevância para o cargo.  


Prova de taquigrafia

A prova consistiu em registro taquigráfico, durante 5 minutos, de texto previamente sorteado e ditado em velocidade variável e crescente, de 80 a 90 palavras por minuto. Além da decifração do texto, obrigatoriamente, em microcomputador PC (Pentium ou equivalente), sistema operacional, Windows 7 e editor de texto Microsoft Word for Windows, versão 2010 ou 2013 pelo prazo de 1 hora, não sendo permitido ao candidato o uso de máquina própria.


Prova prática de capacidade física (TAF)

A prova consistiu de 4 testes, abaixo relacionados:

  • Teste Abdominal (Masculino e Feminino);
  • Teste de Flexo-Extensão de Braços – no solo – Masculino;
  • Teste de Flexo-extensão de braços – no solo – Feminino;
  • Teste de Sentar e Alcançar, com banco (Masculino e Feminino);
  • Teste de Corrida de 12 Minutos (Masculino e Feminino).


Materiais gratuitos

Comece a estudar gratuitamente com o Qconcursos:


Quer ficar por dentro das notícias que rolam no mundo dos concursos? Acompanhe o nosso canal no Telegram e fique por dentro de tudo!