Concurso Unificado tem último dia para pagar taxa; veja datas!

Esta sexta-feira, 16, é o último dia para quitar a taxa de inscrição do Concurso Nacional Unificado. 1 milhão de inscritos ainda não pagou.

Autor:Bruna Somma
Publicado em:16/02/2024 às 09:12
Atualizado em:16/02/2024 às 09:34

O prazo para pagamento da taxa de inscrição no Concurso Público Nacional Unificado (CPNU) termina nesta sexta-feira, 16. De acordo com o Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI), dos 2,65 milhões de inscritos, 1 milhão ainda não quitou o valor.


Para confirmar a inscrição no concurso é necessário pagar a taxa de R$60 para cargos de nível médio e R$90 para cargos de nível superior. O boleto pode ser consultado pela página do CPNU, com acesso pela conta GOV.BR.


O pagamento deve ser feito apenas por meio da Guia de Recolhimento da União (GRU), no banco ou via PIX, com o respectivo QR Code.


Os Estados de São Paulo (288.123 mil inscritos) e Rio de Janeiro (274.160 mil inscritos), seguidos do Distrito Federal (261.591 mil inscritos), foram as localidades com maior número de candidaturas no Concurso Unificado. Veja os números atualizados aqui!


A ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, comemorou o alto volume de inscrições:

"Estamos felizes pelo sucesso dessa inovação no serviço público que é o Concurso Nacional Unificado. Boa sorte e bons estudos a todas as pessoas inscritas. Vamos agora construir um serviço público com a cara do Brasil". 


Prepare-se para o Concurso Nacional Unificado. Confira aqui material exclusivo e as últimas informações sobre os editais!

Taxa de inscrição do CPNU deve ser paga até esta sexta-feira, 16

(Foto: Ramiro Lucena/Folha Dirigida por Qconcursos)


Segundo o Ministério da Gestão, o Concurso Unificado já é o maior da história em número de inscrições, superando o do Banco do Brasil, aberto em 2021 e com 1,6 milhão de candidatos.

Veja datas das próximas etapas do concurso

Após concluir a inscrição, o candidato deverá ficar atento às próximas etapas do concurso. As provas, por exemplo, estão marcadas para maio.


Confira as etapas e datas a seguir:

  • Obtenção impressa do Cartão de Confirmação de Inscrição no endereço eletrônico do Concurso Público Nacional Unificado: 25 de abril;
  • Atendimento aos candidatos com dúvidas sobre os locais de provas, vagas reservadas ou tratamento diferenciado para realização das provas: 25 de abril a 4 de maio;
  • Aplicação das provas objetivas e discursiva: 5 de maio;
  • Divulgação preliminar dos gabaritos das provas objetivas: 7 de maio;
  • Prazo para interposição de eventuais recursos quanto às questões formuladas e/ou aos gabaritos divulgados: 7 a 8 de maio;
  • Disponibilização da imagem do Cartão-Resposta: 3 de junho;
  • Divulgação das notas finais das provas objetivas e da nota preliminar da discursiva: 21 de junho;
  • Interposição de eventuais pedidos de revisão das notas da discursiva: 21 e 22 de junho;
  • Divulgação do resultado dos pedidos de revisão das notas da prova discursiva: 29 de junho;
  • Convocação para o envio de Títulos (via upload): 29 de junho;
  • Envio dos Títulos: 29 de junho a 1º de julho;
  • Resultado preliminar da Avaliação de Títulos: 16 de julho;
  • Previsão de divulgação dos resultados finais: 30 de julho.

Concurso Unificado oferece o total de 6.640 vagas

O Concurso Unificado disponibiliza o total de 6.640 vagas para diferentes cargos de 21 órgãos do Poder Executivo Federal.


Essas oportunidades estão agrupadas por 8 blocos temáticos, que representam as áreas de políticas públicas brasileiras.


Veja a divisão das vagas por bloco:

  • Bloco 1 - Infraestrutura, Exatas e Engenharias - 727 vagas;
  • Bloco 2 - Tecnologia, Dados, e Informação - 597 vagas;
  • Bloco 3 - Ambiental, Agrário e Biológicas - 530 vagas;
  • Bloco 4 - Trabalho e Saúde do Servidor - 971 vagas;
  • Bloco 5- Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos - 1.016 vagas;
  • Bloco 6 - Setores Econômicos e Regulação - 359 vagas;
  • Bloco 7 - Gestão Governamental e Administração Pública - 1.748 vagas; e
  • Bloco 8 - Nível Intermediário - 692 vagas.

Só foi possível se inscrever para um dos blocos temáticos. Veja a relação completa de cargos por bloco aqui!


Dentro do mesmo bloco, foi permitido se candidatar a mais de um cargo, desde que tenha os requisitos necessários. As inscrições foram encerradas no dia 9 de fevereiro.

Candidatos montaram um ranking de preferência entre cargos

Com a oportunidade de concorrer a vários cargos no mesmo bloco temático, no momento da inscrição o candidato precisou elencar os cargos por prioridade, no chamado ranking de preferência.


A pontuação do participante nas provas será considerada para todos os cargos incluídos no ranking de preferência. Assim, concorre-se simultaneamente a todas as oportunidades listadas. 


Em entrevista à Folha Dirigida por Qconcursos, a secretária adjunta de Gestão de Pessoas do Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos, Regina Camargos, falou sobre o processo.


Ela sinalizou que a dinâmica será bem próxima a do Sistema de Seleção Unificado (SISU), em que o candidato usa nota no Enem para concorrer a vagas em diferentes universidades.

“Vamos pegar a nota final do candidato e dizer que está apto para ocupar o cargo X, Y e Z. E aí ele vai escolher. De acordo com a pontuação, o cargo vai ser apontado para o candidato. Quanto maior a nota que a pessoa tiver, mais chances ela terá de ocupar o cargo de sua preferência”, detalhou. 

Caso o candidato não tenha pontuação, de imediato, para assumir o cargo que colocou na primeira posição, ele seguirá na lista de espera. 


Quem for convocado para a segunda ou terceira opção também continuará na lista de espera dos cargos que listar com maior prioridade.

Resumo do Concurso Público Nacional Unificado

  • Instituto: mais de 20 órgãos do Executivo Federal
  • Situação atual: editais publicados
  • Banca: Fundação Cesgranrio
  • Cargos: diversos
  • Escolaridade: níveis médio e superior
  • Vagas: 6.640
  • Remuneração: até R$23.579,71
  • Inscrições: 19 de janeiro a 9 de fevereiro de 2024
  • Data da prova objetiva: 5 de maio

Saiba mais e comece a estudar para o concurso.

Provas objetivas e discursivas do CNU serão em maio

O Concurso Público Nacional Unificado, também chamado de Enem dos Concursos, será composto pelas seguintes fases:

  • 1ª fase: provas objetivas e discursivas;
  • 2ª fase: perícia médica (avaliação biopsicossocial);
  • 3ª fase: procedimento de verificação da condição declarada: reserva de vagas para pessoas negras; e
  • 4ª fase: procedimento de verificação documental complementar: reserva de vagas a indígenas. 

Haverá também avaliação de títulos para alguns cargos.


As provas objetivas e discursivas serão no dia 5 de maio, em 220 cidades do país. A aplicação será dividida em dois turnos. Confira:


Turno da manhã (2h30 de prova)

  • Para cargos de nível médio: provas objetivas (20 questões) + redação; e
  • para cargos de nível superior: provas objetivas de Conhecimentos Gerais (20 questões) + prova discursiva Específica do bloco.

Turno da tarde (3h30 de prova)

  • Para cargos de nível médio: provas objetivas (40 questões); e
  • para cargos de nível superior: provas objetivas de Conhecimentos Específicos (50 questões).

Para os cargos de nível médio, do Bloco 8, as provas objetivas terão questões de Língua Portuguesa, Noções de Direito, Matemática e Realidade Brasileira. A discursiva será uma redação. 


Já para os cargos de nível superior, na parte objetiva, os concorrentes deverão responder a questões sobre Políticas Públicas e Conhecimentos Específicos, a depender do bloco temático escolhido. Na discursiva, será cobrada uma questão Específica.


Entre no nosso grupo do WhatsApp e tenha acesso às aulas e curso gratuito do Concurso Público Nacional Unificado. Acesse aqui!


Quer saber mais sobre a redação do CNU? Confira!



Logo Qconcursos
Conteúdo Qconcursos

Salário

Até R$ 22.921,71

Cargos

9

Vagas

13280
PRÓXIMA LIVEVer todas
Imagem do vídeo principal

Direito Previdenciário de A a Z

Equipe Qconcursos