Grupo teme evasão em órgãos públicos com o Concurso Unificado

Pesquisa elaborada pelo Departamento de Educação e Cultura (DEC) da Condsef prevê possível evasão em órgãos após Concurso Unificado.

Política e Concursos
Autor:Mateus Melis
Publicado em:15/02/2024 às 07:05
Atualizado em:15/02/2024 às 08:28

Criado como forma de democratizar o acesso ao serviço público, o Concurso Unificado conta com mais de 6 mil oportunidades em diversos órgãos. Apesar da ideia do Governo Federal de promover o "Enem dos Concursos", alguns setores temem um possível efeito colateral com a evasão de servidores após a realização da seleção.


Isso é o que aponta uma pesquisa elaborada pelo Departamento de Educação e Cultura (DEC) da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef), divulgada na última quinta-feira, 8 de fevereiro.


Elaborada para os servidores do Ministério da Cultura (MinC), a pesquisa contou com 589 participantes (30% do efetivo), dentre os quais, 70% informaram que estudam para outros concursos. Do total, 75% informaram que vão participar do Concurso Unificado.


Apesar da pesquisa com o MinC, a Condsef ainda reforçou que o risco de perder mão de obra especializada não está restrito à Cultura, mas também a outros órgãos federais.


O grupo reforçou que a evasão no poder Executivo Federal ocorre pela falta de valorização do quadro funcional dos órgãos.


De acordo com a confederação, dos 589 participantes, 93,4% informaram que permaneceriam no quadro do MinC caso as demandas dos servidores do órgão fossem atendidas pelo Governo Federal.


Exemplo disso já ocorre no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente. Um a cada seis servidores do último concurso Ibama, realizado em 2022, já abandonou seu posto para assumir cargo em outro órgão.


O dado foi divulgado pela Associação Nacional dos Servidores da Carreira de Especialista em Meio Ambiente, a Ascema Nacional.


A seleção ofertou 568 vagas para efetivos. Este número, segundo a Ascema, representa 18%.

“A baixa atratividade dos cargos da carreira de especialista em Meio Ambiente repercute negativamente no andamento de serviços importantes para o país, como o trabalho de fiscalização, licenciamento, planejamento, pesquisa e conservação ambiental”, disse o presidente da Ascema Nacional, Cleberson Zavaski (Binho).

Já a Associação dos Servidores da Carreira de Especialista em Meio Ambiente (Asibama), do DF, fez uma pesquisa com 801 servidores e revelou que mais de sete em cada dez funcionários se dedicam à preparação para outros concursos.


Estes servidores, de acordo com a Asibama, estariam em busca da valorização profissional que não tem encontrado na atual carreira.


Ao portal de notícias Metrópoles, o Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) reforçou que o governo vem atuando para atender as duas frentes (recomposição e revalorização da força de trabalho), mantendo o diálogo com os órgãos e entidades dos servidores do Executivo.


Em 2024, querer é poder! Com o Qconcursos sua aprovação não é um sonho. É o próximo passo. Assine já!

Categorias temem evasão em órgãos após o Concurso Unificado

(Foto: Ramiro Lucena/Folha Dirigida por Qconcursos)


Resumo do Concurso Público Nacional Unificado

  • Instituto: mais de 20 órgãos do Executivo Federal
  • Situação atual: editais publicados
  • Banca: Fundação Cesgranrio
  • Cargos: diversos
  • Escolaridade: níveis médio e superior
  • Vagas: 6.640
  • Remuneração: até R$23.579,71
  • Inscrições: 19 de janeiro a 9 de fevereiro de 2024
  • Data da prova objetiva: 5 de maio

Saiba mais e comece a estudar para o concurso.

Mais de 1,1 milhão ainda não efetuaram pagamento da taxa

O Concurso Unificado registrou 2,65 milhões de inscritos até a última sexta, 9, quando se encerrou o prazo de inscrição. No entanto, apesar do número, 1,1 milhão de candidatos ainda não efetuaram o pagamento do valor da taxa, que varia de R$60 (nível médio) a R$90 (nível superior).


Conforme destacado no cronograma da seleção, o prazo final para efetuar o pagamento do valor da taxa ficará aberto até sexta, 16.


A ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, reforçou que a efetivação da inscrição depende do pagamento do valor da taxa.


De acordo com o MGI, o Concurso Unifcado já é o maior da história em número de inscrições, superando o do Banco do Brasil, aberto em 2021 e com 1,6 milhão de candidatos.


Quer ficar por dentro da banca do Concurso Público Nacional Unificado? Então baixe agora, gratuitamente, o E-BOOK do perfil da CESGRANRIO, com todas as informações sobre o chamado Enem dos Concursos. Clique aqui!

Concurso Unificado oferece mais de 6 mil oportunidades

Sob organização da Fundação Cesgranrio, o Concurso Unificado oferece mais de 6 mil oportunidades em diversos órgãos federais. As vagas foram distribuídas em oito blocos temáticos.

  • Bloco 1 - Infraestrutura, Exatas e Engenharias - 727 vagas;
  • Bloco 2 - Tecnologia, Dados, e Informação - 597 vagas;
  • Bloco 3 - Ambiental, Agrário e Biológicas - 530 vagas;
  • Bloco 4 - Trabalho e Saúde do Servidor - 971 vagas;
  • Bloco 5- Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos - 1.016 vagas;
  • Bloco 6 - Setores Econômicos e Regulação - 359 vagas;
  • Bloco 7 - Gestão Governamental e Administração Pública - 1.748 vagas; e
  • Bloco 8 - Nível Intermediário - 692 vagas.

Veja a relação completa de cargos por bloco aqui!

Como serão as provas do Concurso Unificado?

O Concurso Unificado será composto por diversas fases. Veja:

  • 1ª fase: provas objetivas e discursivas;
  • 2ª fase: perícia médica (avaliação biopsicossocial);
  • 3ª fase: procedimento de verificação da condição declarada: reserva de vagas para pessoas negras; e
  • 4ª fase: procedimento de verificação documental complementar: reserva de vagas a indígenas. 

Haverá, ainda, uma etapa de avaliação de títulos para alguns cargos.


As provas objetivas e discursivas estão marcadas para acontecer no dia 5 de maio, em dois turnos. A aplicação ocorrerá de forma simultânea em 220 cidades brasileiras.


Confira como será a aplicação por turno:

Turno da manhã (2h30 de prova)

  • para cargos de nível médio: provas objetivas (20 questões) + redação; e
  • para cargos de nível superior: provas objetivas de Conhecimentos Gerais (20 questões) + prova discursiva de Conhecimento Específico do bloco.

Turno da tarde (3h30 de prova)

  • para cargos de nível médio: provas objetivas (40 questões); e
  • para cargos de nível superior: provas objetivas de Conhecimentos Específicos (50 questões).

Confira a lista de disciplinas para cada bloco temático aqui!


Entre no nosso grupo do WhatsApp e tenha acesso às aulas e curso gratuito do Concurso Nacional Unificado. Acesse aqui!

Logo Qconcursos
Conteúdo Qconcursos

Salário

Até R$ 22.921,71

Cargos

9

Vagas

13280
PRÓXIMA LIVEVer todas
Imagem do vídeo principal

Direito Previdenciário de A a Z

Equipe Qconcursos