Secretária confirma cargos do TRE SP no concurso TSE Unificado

Em entrevista exclusiva, secretária de Gestão de Pessoas do TRE SP revela cargos e especialidades que estarão no concurso TSE Unificado. Veja!

Concursos Previstos
Autor:Bruna Somma
Publicado em:11/04/2024 às 08:00
Atualizado em:11/04/2024 às 07:52

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE SP) deve ofertar 116 vagas para técnicos e analistas judiciários por meio do concurso TSE Unificado, que está previsto para este ano.


As oportunidades serão para diferentes áreas, com destaque para Administrativa e de Tecnologia da Informação (TI).


As informações foram passadas, com exclusividade, pela secretária de Gestão de Pessoas do TRE SP, Paula Batista, em entrevista à Folha Dirigida por Qconcursos.


De acordo com Paula, a oferta do concurso TRE SP, prevista no edital unificado da Justiça Eleitoral, será para os seguintes cargos e especialidades:

  • Técnico Judiciário - área Administrativa;
  • Técnico Judiciário - área Apoio Especializado - Operação de Computador;
  • Técnico Judiciário - área Apoio Especializado - Programação de Sistemas;
  • Analista Judiciário - área Administrativa;
  • Analista Judiciário - área Judiciária;
  • Analista Judiciário - área Apoio Especializado - Análise de Sistemas;
  • Analista Judiciário - área Apoio Especializado - Engenharia;
  • Analista Judiciário - área Apoio Especializado - Serviço Social;
  • Analista Judiciário - área Apoio Especializado - Biblioteconomia;
  • Analista Judiciário - área Apoio Especializado - Medicina;
  • Analista Judiciário - área Apoio Especializado - Psicologia;
  • Analista Judiciário - área Apoio Especializado - Contabilidade; e
  • Analista Judiciário - área Apoio Especializado - Estatística.

Esses são os cargos que se encontram atualmente vagos no TRE de São Paulo.

"A ideia é que com esse concurso unificado a gente consiga preencher todos os cargos vagos e tenha toda a nossa força de trabalho atuante e prestando o nosso serviço. Nós temos muitos pedidos de aposentadoria, pedidos de vacância. Então, até a publicação do edital, esse número ainda pode subir", explicou Paula Batista.

> Não espere o edital para começar os estudos. Prepare-se já para o concurso TSE Unificado!

TRE de São Paulo participará do concurso TSE Unificado

 Foto: Divulgação/TRE SP)


No caso de analista judiciário, as áreas de Contabilidade, Estatística, Psicologia, Serviço Social, Medicina e Biblioteconomia deverão trazer vagas apenas no cadastro de reserva.

"Esses cargos, embora não tenha cargos vagos hoje, a ideia é que a gente tenha um cadastro de reserva e assim que vagarem esses cargos, a gente possa provê-los também", afirmou a secretária de Gestão de Pessoas do TRE SP.

>> Não espere o edital para começar os estudos. Prepare-se já para o concurso TSE Unificado!

Cargo de técnico da área Administrativa terá destaque

O número de vagas por cargo e especialidade ainda não foi informado pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo. Mas a secretária de Gestão de Pessoas adiantou que o destaque será o cargo de técnico judiciário na área Administrativa.


Segundo ela, são 71 cargos vagos no momento para essa função. A intenção é que todos sejam preenchidos por meio do concurso unificado.

"Hoje, nós temos 71 cargos vagos de técnico. Em termos de quantidade, sim, é o que a gente tem mais cargos vagos. Esses cargos são distribuídos tanto na secretaria quanto nos cartórios eleitorais de todo o estado", pontuou Paula Batista.

Outra área defasada, segundo Paula, é a de Tecnologia da Informação (TI). Ela afirmou que são 29 cargos vagos nesse segmento, incluindo os de técnico e analista judiciário.

"Sem dúvida, a área mais defasada, onde concentra mais cargos específicos, é a da Tecnologia da Informação, que hoje tem 29 cargos vagos".

TRE SP ampliou vagas desde que aderiu ao concurso unificado

Em outubro de 2023, o TRE de São Paulo aderiu à proposta do concurso público unificado da Justiça Eleitoral. Nesta seleção, a ideia é ter um edital publicado com vagas para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e para os Tribunais Regionais (TREs).


Na época da adesão, o TRE SP solicitou o preenchimento de 102 cargos vagos, que correspondia ao déficit do tribunal até então. Agora, o quantitativo já subiu para 116.

"Essa quantidade foi solicitada em outubro do ano passado, quando do termo de adesão. E a gente levou em conta a quantidade de cargos vagos naquela oportunidade. O TSE vai nos solicitar uma atualização desse quadro e nós vamos incluir todos os cargos vagos atuais", argumentou Paula Batista.

O TSE, inclusive, já enviou um ofício aos Tribunais Regionais solicitando os números atualizados a serem oferecidos no concurso. O prazo para envio dos dados é até 15 de abril.


A secretária de Gestão de Pessoas do TRE SP revelou o porquê da adesão ao concurso TSE Unificado.

"As vantagens são a otimização dos recursos públicos, um aumento da eficiência administrativa, já que todos os procedimentos estão a cargo de uma equipe apenas na Justiça Eleitoral, que é a do TSE". 

Ao todo, 26 TREs do país participarão do concurso unificado junto ao TSE. Apenas o Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins não está incluído por ainda ter edital em validade.


Assista a entrevista na íntegra com a secretária de Gestão de Pessoas do TRE SP:


Concurso oferece iniciais de até R$13 mil mais benefícios

Atualmente, os cargos de técnico e analista judiciário têm como requisito o nível superior completo.


O cargo de técnico judiciário exigia o nível médio completo, mas uma alteração na legislação fez com o que o requisito passasse para o nível superior.

"A gente avalia essa mudança de forma muito positiva, porque realmente hoje as exigências para os servidores técnicos judiciários são de formação de nível superior, tanto no concurso quanto nas atividades. Então, a gente enxerga de uma forma muito positiva a alteração do nível médio para o nível superior", argumentou a secretária de Gestão de Pessoas do TRE SP.

Em fevereiro de 2024, as remunerações dos servidores do Poder Judiciário da União foram reajustadas e passaram a ter os seguintes valores:

  • técnicos judiciários: R$8.529,64, sendo R$3.554,02 de vencimento básico e R$4.975,64 de Gratificação por Atividade Jurídica (GAJ); e
  • analistas judiciários: R$13.994,76, sendo R$5.831,15 de vencimento básico e R$8.163,61 de Gratificação por Atividade Jurídica (GAJ).

Além da remuneração, os servidores contam com auxílio-alimentação, auxílio-transporte, auxílio pré-escolar e assistência à saúde. "Nós também temos programa de auxílio bolsa de estudos", disse Paula Batista, no caso do TRE de São Paulo.


Há ainda um adicional de qualificação para aqueles que apresentam pós-graduação, mestrado ou doutorado. Aqueles que têm esses títulos já podem solicitar o adicional no primeiro dia de atividade no tribunal.


O TRE SP, por exemplo, oferece também diversos programas relacionados ao desenvolvimento dos servidores que se interessam em ocupar funções de liderança.

"Nós temos trilhas de aprendizagem, programa de desenvolvimento de sucessores, programa de desenvolvimento de novas lideranças, Nós realizamos com frequência processos seletivos para aqueles que desejam ocupar chefias cartorárias. Então, são diversas oportunidades para os servidores que querem se desenvolver e crescer dentro do tribunal", disse Paula.

Provimentos de aprovados devem ocorrer em 2024 ou 2025

A secretária de Gestão de Pessoas do TRE SP explicou que o provimento dos aprovados no concurso deverá ocorrer ainda este ano ou em 2025, a depender do prazo de homologação do concurso.


O Tribunal Superior Eleitoral já publicou uma portaria autorizando 458 provimentos de cargos efetivos na Justiça Eleitoral para 2024. Desse total, 80 são para o TRE de São Paulo.


Paula Batista confirmou que esse quantitativo será preenchido por aprovados no novo concurso.

"Todos os anos, o TSE publica uma portaria com quantitativo de provimentos autorizados. Então, caso não seja homologado este ano, provavelmente no início do próximo ano, eles vão publicar também uma nova portaria com o quantitativo a ser autorizado", explicou. 

De acordo com a secretária, toda a organização do concurso unificado está centrada no TSE, que ainda não passou informações sobre o cronograma do edital, inscrições e como serão as provas.

"Como tudo está sendo realizado pelo TSE, nós não estamos tendo envolvimento com nada, nem com os requisitos das inscrições e nem com a questão das competências que serão exigidas na prova".

Paula não soube precisar um prazo para a publicação do edital, mas ressaltou a iminência do processo.

"Considerando os interesses de todos os regionais e do próprio TSE, com a quantidade de cargos vagos que nós temos, com certeza a intenção é que (o edital) seja publicado o mais rápido".

Estude para o concurso TSE Unificado com questões! Baixe E-BOOK gratuito aqui!

Lotação dos aprovados será para todo o Estado de São Paulo

No concurso TSE Unificado, a oferta estará distribuída em todo o país. As provas serão aplicadas de forma simultânea nas cidades sedes dos tribunais participantes.


No momento da inscrição, será necessário escolher o tribunal e o cargo que desejar concorrer. A secretária de Gestão de Pessoas do TRE SP explicou o que os candidatos devem levar em consideração ao escolher o regional de São Paulo.

"A maior diferença que eu acredito com relação aos demais regionais é o tamanho de São Paulo. Nós somos responsáveis por 20% do eleitorado do país, cuidamos de mais de 34 milhões de eleitores. Temos 393 cartórios instalados nos diversos municípios do estado, desde áreas urbanas densamente povoadas, como a capital e a Grande São Paulo, até regiões remotas e rurais, e acabamos por enfrentar os desafios que essa demanda nos oferece", explica.

Ao ser aprovado no concurso para o TRE SP, o profissional poderá ser lotado em qualquer região de São Paulo.

"Assim que ele for chamado, escolherá dentre as vagas que estiverem abertas naquela oportunidade. As vagas que surgem em decorrência de um concurso de remoção interna são oferecidas aos classificados do concurso externo. Nós temos vagas em várias regiões do estado, mas certamente aquelas mais distantes da capital são as que têm maior rotatividade. Então que têm mais chance de ter vaga", explicou Paula Batista.

Aqueles que forem classificados nas primeiras posições do concurso terão prioridade na escolha da lotação.


Para todos aqueles que desejam ingressar no TRE SP, a secretária de Gestão de Pessoas deixou a seguinte mensagem:

"Gostaria de destacar que o Tribunal Regional Eleitoral é um órgão que preza pela excelência do serviço que oferece ao público, mas também se preocupa com a saúde e a qualidade de vida de seus colaboradores. Nos preocupamos com um bom clima organizacional, temos uma gestão participativa e, com certeza, aqueles que se dedicarem terão ótimas oportunidades de crescimento. Aos que forem aprovados e nomeados, saibam que serão muito bem-vindos e tenho certeza que se orgulharão em fazer parte da nossa instituição", concluiu.
Logo Qconcursos
Conteúdo Qconcursos
InstitutoTribunal Regional Eleitoral do São Paulo

Cargos

2

Vagas

225
PRÓXIMA LIVEVer todas
Imagem do vídeo principal

Concurso PRF - Aula de Direito Penal: Questões Cebraspe

Equipe Qconcursos