Concurso Unificado: cenário favorece provas no dia 18 de agosto

Governo Federal estuda remarcar as provas do Concurso Unificado para agosto. Entenda porque o cenário é favorável!

Autor:Bruna Somma
Publicado em:14/05/2024 às 10:53
Atualizado em:14/05/2024 às 11:46

A remarcação das provas do Concurso Nacional Unificado (CNU) está em estudo para agosto. Fontes do Governo Federal informaram à Folha Dirigida por Qconcursos que o cenário é favorável para que a aplicação ocorra no dia 18.


Isso porque 11 de agosto é Dia dos Pais e 25 de agosto é Dia do Soldado - em que são realizados diversos eventos comemorativos pelas Polícias Militares e Forças Armadas.


Como as provas do CNU contam com o apoio das forças de Segurança Pública, remarcar para 25 de agosto ficaria inviável.


A confirmação da nova data das provas depende da melhora na situação do Rio Grande do Sul. Uma vez que é preciso analisar se o estado terá condições de receber a aplicação no dia sugerido.


As provas do Concurso Unificado estavam marcadas para o dia 5 de maio. Porém, o Governo Federal decidiu adiar a aplicação em todo o país devido às fortes chuvas e o estado de calamidade pública no Rio Grande do Sul.

Provas do CNU podem ser remarcadas para agosto

(Foto: Agência Senado)


De acordo com a ministra da Gestão e Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, a decisão foi tomada para que todos os candidatos possam realizar as provas nas mesmas condições em todo o país.


Logo após o adiamento das provas, Folha Dirigida por Qconcursos já tinha adiado que 18 de agosto era a data mais provável para a remarcação.


>> Com o adiamento, o Qconcursos liberou todos os cursos preparatórios do CNU de graça. Cadastre-se aqui e tenha acesso aos conteúdos!

Concurso Unificado pode reabrir as inscrições?

A princípio, o Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI), organizador do concurso, não sinaliza nenhuma possibilidade de reabertura das inscrições.


Os editais do CNU também não contam com essa prerrogativa. O Concurso Nacional Unificado tem 2.144.435 inscritos confirmados para cargos de níveis médio e superior.


Tendo como referência concursos recentes, quando a aplicação da prova é adiada, os órgãos não abrem um novo período para inscrição.


Somente aqueles que já se candidataram permanecem na seleção e podem realizar os exames na nova data.

Há possibilidade de devolução da taxa de inscrição?

Em paralelo, muitos concursos abrem a possibilidade de devolução da taxa de inscrição, para quem não deseja permanecer na seleção com a nova data da prova.


O Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos informou à reportagem que os casos passíveis de reembolso são para problemas ocorridos durante a aplicação das provas.


A pasta ainda afirmou que "por enquanto ninguém pode solicitar, pois ninguém foi prejudicado".

70% concordam com adiamento das provas do concurso

Em enquete realizada nas redes sociais da Folha Dirigida por Qconcursos, com mais de 500 pessoas, 70% concordaram com o adiamento das provas, 15% não gostaram e outras 15% colocaram que "tanto faz".

"Os 15% que não gostaram, estudaram, não aprenderam nada com um edital que fala sobre ética, cidadania, democracia, inclusão, políticas públicas e por aí vai", manifestou uma candidata após a divulgação do resultado da enquete.

Uma outra participante concordou que o mais importante é dar a atenção necessária à população do Rio Grande do Sul.

"Neste momento, mais importante que fazer um concurso, é cuidar de um povo que não tem o básico para sobreviver como água potável, comida, teto e roupas. Foi mais do que certo adiar".

A situação do Rio Grande do Sul também deve postergar o anúncio de novos concursos federais, que estava previsto para maio.

Provas do CNU serão aplicadas em dois turnos

Quando remarcadas, as provas objetivas e discursivas do Concurso Unificado serão realizadas nos turnos da manhã e da tarde. Veja os horários:


Turno da manhã

  • Abertura dos portões: 7h30
  • Fechamento dos portões: 8h30
  • Início da aplicação: 9h
  • Término da aplicação: 11h30
  • Término da aplicação para candidatos que necessitem de tempo adicional para realização das provas e tenham solicitado no ato da inscrição: 12h30
  • Duração da prova: 2h30

Turno da tarde

  • Abertura dos portões: 13h
  • Fechamento dos portões: 14h
  • Início da aplicação: 14h30
  • Término da aplicação: 18h
  • Término da aplicação para candidatos que necessitem de tempo adicional para realização das provas e tenham solicitado no ato da inscrição: 19h.
  • Duração da prova: 3h30

No turno da manhã, os inscritos nos blocos de nível superior (1 a 7) deverão responder a 20 questões objetivas de Conhecimentos Gerais e a uma questão dissertativa de Conhecimento Específico.


Para o bloco de nível médio (8), os participantes farão 20 questões de múltipla escolha e uma redação.  


No período da tarde, para os blocos de nível superior (1 a 7), serão cobradas 50 questões objetivas de Conhecimentos Específicos.


Já os candidatos no bloco de nível médio (8) farão mais 40 questões objetivas.


Será eliminado quem obtiver aproveitamento inferior a 40% da pontuação nas provas objetivas de Conhecimentos Gerais e Específicos ou nota zero na prova discursiva.


A oferta será de 6.640 vagas em cargos dos níveis médio e superior, com salários que podem ultrapassar os R$20 mil. As oportunidades estão distribuídas por 21 órgãos e entidades do Poder Executivo Federal.


Com o "Manual das Provas CNU", você tem acesso a informações compiladas e a um checklist para as provas. BAIXE GRATUITAMENTE AQUI!


Folha News explica cenário favorável para provas em 18 de agosto!



Logo Qconcursos
Conteúdo Qconcursos

Salário

Até R$ 22.921,71

Cargos

9

Vagas

13280
PRÓXIMA LIVEVer todas
Imagem do vídeo principal

Concurso Correios - Aula de Língua Portuguesa: PREPOSIÇÕES

Equipe Qconcursos